Casa ou apartamento: como devo orientar o seu cliente na escolha?

Muitos clientes podem ficar em dúvida sobre o tipo de imóvel que devem comprar. Há alguns que já têm opinião formada, enquanto outros ficam em dúvida sobre o que é mais viável: casa ou apartamento.

Quando a pessoa ainda hesita sobre essa decisão, cabe ao corretor orientá-la da melhor maneira possível na decisão. O cliente em potencial deposita confiança no profissional, considerando que sua experiência no ramo pode ajudá-lo a fazer uma escolha sábia, da qual não se arrependerá. Veja algumas dicas no decorrer do texto!

Defina o perfil do comprador

Atualmente, as empresas usam um termo popular relacionado ao desenho de projetos e ações: o briefing. Essa palavra inglesa refere-se a um documento que abrange a totalidade de informações recolhidas pelo profissional, a fim de desenvolver um trabalho mais eficiente.

Para a montagem do briefing, o corretor pode recorrer a pesquisas e entrevistas junto ao seu público. É uma boa estratégia para definir o perfil de seu cliente, coletando dados sobre sua vida pessoal: se tem filhos, pratica esportes, gosta de animais, mora com os pais, é cosmopolita, entre outras coisas. Essas informações podem ser decisivas quando você for orientar o comprador na escolha de casa ou apartamento, conforme a carteira de imóveis que você disponibiliza.

Atente-se ao tamanho da família

Os apartamentos costumam ser mais compactos. Por isso, é importante conhecer o tamanho da família do comprador. Mesmo considerando os imóveis mais amplos, bem mais espaçosos, talvez seja melhor comprar uma casa para usufruir de mais conforto.

Além disso, se a família tem muitas crianças e pessoas idosas, nem sempre convém ficar restrito às limitações de um apartamento, dependendo da escada ou do elevador. Sem falar que pode ser difícil conter o barulho das crianças, causando incômodos aos vizinhos.

Uma casa grande, com área aberta, pode ser a melhor escolha. Haverá mais liberdade e acessibilidade para crianças e pessoas mais velhas. Para quem tem animais, será mais um motivo para preferir a casa (embora seja permitida a criação de animais, desde que sejam obedecidas as regras do condomínio).

Considere os desejos e sonhos do cliente

Outro ponto importante quando se trata de escolher entre casa ou apartamento são os desejos de cada pessoa, que podem ou não estar relacionados às suas necessidades. Há pessoas que desejam uma casa, cercada por muro, com jardim e quintal, enquanto outras sonham em morar em uma cobertura situada em alguma metrópole, de onde possam ver todo o cenário movimentado lá embaixo.

Mas o corretor deve ser sóbrio e alertar o cliente sobre a conveniência ou não de comprar determinado imóvel. Se a casa não tiver a quantidade de quartos necessária para todos os membros da família, será que compensa a aquisição?

Fique alerta ao orçamento do cliente

Sem dúvida, esse é um critério fundamental. Afinal de contas, seja casa ou apartamento, o imóvel deve estar dentro do orçamento do cliente. Esse fator, muitas vezes, pode sobrepujar suas necessidades e seus desejos. O preço pode mesmo ser um fator determinante na escolha, pois o metro quadrado da casa geralmente é mais caro que o do apartamento.

Avalie outros pontos para a escolha entre casa ou apartamento

O corretor também pode elencar os prós e os contras de cada tipo de imóvel, levando em conta as características gerais.

As vantagens da casa:

  • mais espaço e área aberta;
  • menos barulho e mais privacidade;
  • mais liberdade;
  • menor custo mensal;
  • mais flexibilidade para reformas;
  • melhores condições para criar animais.

As desvantagens:

  • menos segurança;
  • gastos extras com manutenção.

As vantagens do apartamento:

  • maior segurança;
  • mais opções de lazer;
  • menos preocupação com manutenção;
  • localização geralmente mais privilegiada.

As desvantagens:

  • menos privacidade;
  • regras mais rígidas de convivência e criação de animais;
  • menor acessibilidade e autonomia (dependência de escadas e elevadores);
  • espaço geralmente mais reduzido.

Orientando corretamente o cliente, ele poderá escolher com mais segurança entre casa ou apartamento.

O post foi esclarecedor? Tirou suas dúvidas? Aproveite e siga a gente no Facebook para ficar por dentro de outras dicas e novidades.